quinta-feira, dezembro 28, 2017

E o Porto aqui tão perto

E como desenhar o Porto quando a cidade tem tanto para ver e, sobretudo, depois de tantos e tão bons desenhadores o terem feito? Seguindo os ensinamentos do mestre Siza Vieira: “de ver apenas o que imediatamente me atrai, de passear ao acaso, sem mapa e com uma absurda sensação de descobridor”.

O jardim da Cordoaria com as esculturas de Juan Muñoz, sítio onde nunca falto quando vou ao Porto e o largo Mompilher, início da rua da Picaria.



2 comentários:

AFRODITE disse...

(O Sérgio lá sabia) :))



Passei para trazer votos de um...


……………¨💚*⭐💙,

………,•⭐´……………´*⭐

..….*💜……………………… .*-:¦:-*…

….•⭐………………FELIZ .. 2 0 1 8...

…*💚…………………………¨💜*✫💙…

•⭐…………………………Muitos beijinhos ..

💙…………………………………Afrodite 🌸

Eduardo Salavisa disse...

Obrigado e igualmente Afrodite